Paulo Gonçalves abandonou o Dakar depois de ver a sua moto em chamas

Paulo Gonçalves está fora do Rali Dakar após a sua moto se ter incendiado ao quilómetro 143 da quinta etapa do Rali Dakar 2014. O piloto português, Campeão do Mundo de Ralis Todo-o-Terreno em 2013, estava na liderança do quinto dia de prova na altura do incidente que envolveu a sua Honda CRF 450 Rally em chamas. Apesar do susto, Paulo Gonçalves saiu ileso e encontra-se bem fisicamente. “Estou desolado, muito triste por ver terminada a prova desta maneira. Estávamos a fazer uma boa etapa, seguia na liderança e estava determinado a vencer. A uma dada altura dei pela mota em chamas, parei de imediato e fiz de tudo para parar o incêndio. Não foi possível. Senti-me impotente, já não havia nada a fazer. Assim terminou o meu Dakar”, declarou Paulo Gonçalves no final do incidente. De partida para o quinto dia de prova, o piloto de Esposende ocupava o décimo nono lugar da geral na duas rodas, depois de no dia de ontem ter sido o sétimo classificado na recuperação de uma etapa em que ainda parou para socorrer o compatriota Rúben Faria, após uma queda que também o colocaria fora de prova. Recordamos que o Dakar 2014 decorre desde o dia 5 de Janeiro até ao próximo dia 18, entre a Argentina, Bolívia e Chile. Paulo Gonçalves balanceou ainda aquela que foi a sua oitava participação no Rali Dakar. “Estava a ser um Dakar muito difícil, entrei bem mas depois tive os problemas da terceira etapa, que já estava disposto e a conseguir recuperar. Infelizmente já não posso continuar em prova, mas o Dakar é isto mesmo! Vamos trabalhar para começar a preparar no próximo”, disse o piloto da Honda HRC. O piloto português deverá regressar a Portugal nos próximos dias.

Comentários

  1. Nem imagino a angústia do piloto português ao ver a mota arder... Mas o que interessa é que saiu ileso. Para o ano há mais dakar para Paulo Gonçalves :)

    ResponderEliminar

Publicar um comentário